Últimos posts




Já tem um tempo que eu queria fazer uma resenha desse filme, mas finalmente hoje ela saiu. Muita gente acredita que pra um filme de terror ser bom, ele precisa fazer você tomar susto atrás de susto, mas saiba que se você tem um pensamento assim você está ERRADO. 
Talvez o grande erro desse filme foi a jogada de marketing dele, que vendeu o filme como o filme mais arrepiante da história do cinema, e sabemos que não foi assim. 
As pessoas às vezes esquecem que nem todo filme de terror e horror vai te matar de susto, e que ainda assim, ele vai ser muito bom, e The Witch (A Bruxa) não é esse típico filme clichê de terror, ele não é aquele filme que te dará diversos sustos, é aquele filme que vai mais pro lado do horror, que tem uma atmosfera opressora. Ele tem um ambiente espetacular de terror/horror MUITO BEM FEITO.

Quem me conhece sabe que eu amo filmes de terror, só não sou muito fã daqueles filmes que tem muito sangue, mas no geral, eu amo os filmes de história de terror e assisto basicamente todos os filmes de terror que saem no cinema.
Sei que eu não sou a pessoa que mais entende de cinema na face da terra, mas eu gosto MUITO, eu AMO Cinema e quando assisto um filme, eu tento analisar todos os pontos positivos e negativos de cada categoria do filme, desde atuação até roteiro, edição, direção e etc.
Existe um site que eu sempre olho que é o Meta Critic, e é um site onde os maiores críticos entendedores de cinema dão as notas, e A Bruxa está com uma nota 8.3, o que não é ruim.

Mas enfim, vamos ao filme. O filme que foi dirigido pelo Robert Eggers, teve lançamento aqui no Brasil dia 03/03/2016 e se passa na Inglaterra nos anos de 1663, narrado pela personagem Thomasin. A história é de uma família bem religiosa que foi banida da cidade que eles moravam e acabaram se mudando pra uma fazenda isolada. Uma histeria coletiva tomou conta da família, que acaba acusando a sua filha mais velha do desaparecimento do seu irmão ainda bebê. 


Várias coisas sombrias e misteriosas acontecem no decorrer do filme, como por exemplo, o comportamento estranho dos animais, a morte de toda a plantação da família e o sumiço do bebê como eu disse acima.


Para você entender a atmosfera do filme, você também precisa entender um pouco do contexto histórico que se passa o filme.
A Bruxa é um dos melhores filmes de terror que eu já assisti nos últimos tempos. Ele tem uma ótica própria e bem sombria, sem contar a fotografia que é bem boa. É bem diferente de outros filmes de terror clichês que eu já assisti.
O filme é pesado em todos os aspectos, e quando digo pesado, não estou falando de sustos arrepiantes que vai te deixar noites sem dormir, mas sim de um ar intenso e apreensivo que tem no filme inteirinho, desde a narrativa, trilha sonora, fala dos personagens, comportamento entre eles e etc.
Ele é um filme 100% convidativo, que mesmo não tendo sustos arrepiantes, faz você querer ficar assistindo até o finalzinho para ver o desenrolar da história e ver como termina.


Naquela época as pessoas acreditavam muito em sacrifícios com bebês, em bruxaria, na comunicação com entidades diabólicas. É uma época que as pessoas acreditavam fortemente em magia negra, bruxaria. E esse filme consegue construir muito bem essa atmosfera da época, ele consegue passar pro telespectador um pouco da visão que as pessoas tinham sobre essas questões.
E por causa disso, você fica sem saber se aquilo é real ou não, se a filha mais velha realmente é um bruxa, se aquela floresta realmente é amaldiçoada, se tem uma bruxa vivendo lá, se algum personagem do filme que tem pacto com o demônio ou se aquilo tudo é coisa da cabeça das pessoas. O filme consegue passar esse ambiente de horror vivido pelas pessoas daquela época, consegue demonstrar como a sociedade naquela época dependia totalmente do homem, demonstra que o homem era a base que guiava uma família na sociedade.
O filme tem uma intensidade perturbadora, mais do que qualquer outro filme do gênero que eu assisti recentemente. Esse ambiente hostil é um elemento essencial do filme, não há uma perspectiva de mudança positiva e as coisas só tendem a piorar.


Enfim, tentei escrever sem contar muito sobre o filme, e ao mesmo tempo explicar a atmosfera digna de aplausos que o filme tem. Acho que vale a pena você sentar e assistir o filme e apreciar cada momento e detalhe do filme. Apesar do filme não ser rico em sustos aleatórios arrepiantes, o roteiro desse filme é excelente. Muito melhor de filmes que são cheio de sustos e efeitos visuais para prender forçadamente a atenção do telespectador.
É isso, galerinha. Espero que tenham gostado. Vou deixar o trailer aqui embaixo pra quem não viu e quiser assistir.
Beijão e até a próxima

TRAILER:


Postado por: Lívia Santos

Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *