Últimos posts




2017 sem dúvidas foi o ano mais intenso da minha vida até agora, em todos os sentidos, tanto para o lado positivo quanto para lado negativo. Eu sofri e aprendi demais, mas também não posso deixar de lembrar dos momentos em que fui muito feliz.
Vamos lembrar de algumas palavras que eu sei que fizeram parte de todo mundo em 2017?

Família: Para muitos essa palavra não tem taaaanta importância, como pra mim, eu sempre dizia que amava a minha família e ok, mas esse ano, eu descobri mais do que tudo na vida o quanto a minha família é essencial na minha vida, o quanto eu amo a minha família de verdade. E por mais que ela seja repleta de defeitos, as qualidades são incomparáveis.

Sonhos: Só nós que sonhamos sabemos o quanto o nosso sonho é real. E ás vezes um sonho dói, dói, e dói mais uma vez, sem contar que custa caro, né? Abrir mão de várias coisas para conquistar o que mais deseja, não é tão fácil. Dói também você sonhar tão alto e não ter ninguém para te apoiar, ou então ver aquele amigo que você tanto considera falando assim "mas nossa, como você conseguiu isso? quanto você pagou para realizar esse sonho, como você vai se virar em tal lugar? sério que você conseguiu? cuidado para não dar errado."
Gente, para obter sucesso em um sonho realizado basta ter foco, determinação, e perseverança. Nada vem de graça, nada vem fácil. Para eu conseguir coisas que eu conquistei na minha vida eu tive que ralar MUITO, ignorar todos os pesamentos negativos e todas as pessoas que tentavam me jogar pra baixo. Só você sabe o tamanho do seu sonho, então, não deixe que NINGUÉM na vida te diga que não vale a pena acreditar no sonho que se tem. Confie em você e de sempre o seu melhor.

Amizade: Ao longo da nossa vida nós nos deparamos com muitas pessoas que nos chamam de amigo, que dizem "eu te amo", "eu estou aqui pra você para o que der e vier." Mas será? Qual o verdadeiro sentido da amizade? Esse ano eu parei para refletir muito sobre isso, pensei e revi a minha amizade com muitas pessoas que eu considerava ou considero meu amigo, e no final, eu vi que sim, que muita gente que eu chamo de amigo há mais de 10 anos é meu amigo de verdade, quase um irmão. Mas também não posso deixar de lembrar que também me queimei no fogo, que me magoei de uma forma muito ruim que eu não desejo a ninguém. E isso não faz que eu veja a vida com os olhos ruins como eu via antigamente, eu agradeço pelos amigos que eu tenho e pelo aprendizado que eu tive com quem eu tive a surpresa de não ser meu real amigo.

Empatia: Essa palavra é a minha favorita. A cada ano que passa eu descubro mais e mais o conhecimento dela e ela me liberta de uma forma que eu não sei explicar. Quando eu não praticava a empatia, eu era outra pessoas, mas agora que pratico, eu me sinto liberta do peso da vida. Como eu sou cada dia mais feliz toda vez que eu sou mais empática, eu olho a vida com olhos de criança. É uma leveza que eu não sei explicar.

Amor: Ah o amor! Não estou falando somente do amor de pai e mãe, ou do amor que você sente pelo seu namorado ou sua namorada. Eu tive que frequentar os lugares mais obscuros do meu coração para aprender o quanto o amor é importante, o amor próprio, o amor pelo próximo, pelos amigos, pela família, pela vida.
Não importa se você tem amor pelo próximo e muitas vezes o próximo faz merda no mundo, continue sempre amando, praticando o amor e dando o melhor de ti. A vida lhe dará o retorno.

Fé: Fé? Sim! A fé ela pode ter diversos significados, você pode acreditar em um Deus, em Jesus, no próximo, em você. Eu sempre ouvi dizer que não existe vida sem fé, e hoje em vejo que é verdade. Cada um com a sua, no que quiser, e assim vamos vivendo felizes.

Solidariedade: Esse foi o meu ano recorde, o ano que eu mais ajudei pessoas em toda a minha vida. E Jesus, como isso foi algo libertador pra mim, eu acho que todo mundo deveria experimentar. Ajude o máximo de pessoas que você puder. Não estou falando somente em relação a dinheiro, mas podemos ajudar com um conselho, ouvindo o problema do próximo, doando uma roupa para quem não tem o que vestir, dando um prato de comida para quem não tem o que comer.

Mudança: Muitas vezes queremos que o mundo ao nosso redor mude, mas não sabemos que a maioria das vezes, a mudança precisa começar através de nós, porque quando mudamos, o mundo muda conosco. E ás vezes não adianta reclamar, temos que agir para alcançarmos resultados.

Saúde: A última, mas não a menos importante. É mais do que necessário cuidarmos da nossa saúde, seja ela física e mental, e infelizmente eu só aprendi isso da pior maneira possível. Se não cuidarmos da saúde, não conseguiremos sair do lugar para mover nada, muito menos correr atrás dos nossos objetivos e sonhos.

Então, pessoas, é isso. Só queria lembrar coisas que aprendi em 2017 e que são essenciais na minha vida. 

Ame a vida, se apaixone por você todos os dias, olhe para a sua família com olhos de amor, mesmo que ela não seja exatamente como você quer que ela seja. Dê valor aos pequenos momentos, porque eles muitas vezes são os que mais importam. Valorize cada pessoa que passou pela sua vida, as que se foram e as que ficaram, as que ficaram tem um proposito na sua vida, e as que se foram com certeza deixaram uma lição, por menor que ela tenham sido. Ninguém encontra ninguém por acaso. Tenha fé em você, tenha fé na vida, tenha fé em algo que te faça feliz. Se coloque no lugar dos outros e ajudem o máximo que você puder, mesmo que você não receba nada em troca, você verá como isso vai ser libertador. Mude, mas comece por você, não exija dos outros aquilo que nem você mesmo é capaz de dar. E acima de tudo, se cuide, ame você em primeiro lugar.

Sou muito grata por todas as lições aprendidas em 2017 que não foram poucas, e tenho CERTEZA que meu 2018 vai começar leve e brilhante por causa coisinha que eu aprendi em 2017.
Como eu disse no começo do post, foi de longe o ano mais intenso na minha vida. Redescobri o valor da amizade, o verdadeiro significado da vida, da família, do amor. Sofri demais, e tinha dias que eu só queria morrer, tive feridas que doeram bem na alma, mas foi tanto aprendizado, meu Deus. E isso não coisas que não tem preço. A única coisa que posso dizer para finalizar esse post é: OBRIGADA

Desejo a todos um 2018 repleto de paz, amor e principalmente saúde.
Beijão e até o ano que vem.

Compartilhe com os amigos

Comente pelo Facebook!

Comente pelo Blog!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *